4fbe8438b21bb7decd5ac4489f7150c0ff28e

1. Até uma pessoa naba em exercício físico, como eu, pode evoluir.
2. A expressão Estou muito cansada!, é muitas vezes mal usada.
3. Deixar de respirar, às vezes, não é assim tão problemático.
4. Os burpees foram criados pelo diabo.
5. Afinal tenho força de braços.
6. Sou capaz de fazer mais de duas flexões seguidas.
7. Se estiver a doer, eu deixo que continue a doer.
8. Dez minutos podem ser uma eternidade.
9. As minhas pernas e o meu rabo nunca foram tão felizes.
10. É difícil, mas não é impossível.

1 Comment on O que aprendi com o CrossFit?

  1. Olá perna fina e jeitosa! 😛
    Não leves a mal o atrevimento, mas sou mesmo assimbrincalhona. 😉
    Tenho alguns amigos que também praticam crossfit, diria mesmo que são viciados, mas nunca consegui sentir e perceber esse prazer que o desporto pode dar. Em catraia e adolescente fugia da prática de exercício físico, aliás odiava as aulas de educação física, pois nas mesmas sentir-se discriminada, era a bolinha, a última a ser escolhida, a azelha que fugia da bola com medo de levar com ela, o que sucedeu algumas vezes, a que dava menos voltas ao campo nos 15min estipulado, etc. 😛
    Perdi bastante peso com uma dieta, por vezes bastante restritiva, que me levou à anorexia por volta dos 24 anos. Já tentei por várias vezes incluir o ginásio e a prática de exercício físico na minha rotina, mas nunca o consegui por muito tempo, talvez 1 ano no máximo. Nunca consegui retirar prazer, era sempre um frete, algo necessário a fazer para manter o peso. Devo ser mesmo muito estranha. Lol todos me dizem e partilham as maravilhas da prática desportiva e eu nunca as descobri. Por insistência médica voltei a tentar praticar exercício, iria fazer muito bem na cura da depressão, mas para mim era um autêntico frete. A única altura que realmente gostava era a entrada no balneário para tomar banho e me pisgar dali para fora.
    Bolas, não sou mesmo nada normal! 🙁
    Queria um bocadinho do prazer que retiras com o exercício, manda só um pedacinho. 😛
    Beijinhos desta seguidora sedentária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *