A palavra que mais devo ler nas mensagens que recebo, vindas de quem me lê, é inspiração. Escrevem-me mesmo muitas pessoas a dizer isto: que se revêem na minha história, que se inspiram em mim e na minha força e que o meu sucesso, seja lá ele qual for, as faz querer mudar também, porque é como se vissem que é mesmo possível atingir o que parece irreal. Eu confesso, fico muito enternecida com estas palavras, porque sinto que esta exposição toda a que me permito pode mesmo ajudar alguém. Nos meus tempos péssimos, de mau estar interior, eu teria gostado muito de ler alguém que escrevesse o que eu escrevo. Por isso, percebo a importância que começa a ter cada palavra que publico. Tudo bem, eu lido lindamente com a pressão, mas a sensação que eu não quero nunca passar é a de que sou qualquer coisa que não está ao alcance de quem quer que seja. Porque o que eu atingi, não é algo exclusivo e destinado a mim. É apenas (como se não tivesse custado nada?!) persistência, trabalho duro. Gosto disto de poder ser uma inspiração, desde que isso continue a aproximar as pessoas de mim e do que eu atingi e nunca o contrário. Como já escrevi um dia: sou uma miúda comum, que, como tantas outras, viveu um distúrbio alimentar sério. Sou uma miúda comum que conseguiu mudar de vida, porque procurou ajuda para se tratar, aprendeu a comer melhor e descobriu no treino um prazer que desconhecia. Eu sou isto tudo, que ainda é pouco, dadas as minhas ambições, mas sou real e não há pedestal que me assente melhor, do que esta alegria autêntica de viver a vida nova que escolhi para mim.

1 Comment on Inspira (e não pira)!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *