Talvez isto pareça estranho, mas eu lido mal com os elogios. Sempre que alguém me faz uma apreciação positiva, eu tenho tendência para a subvalorizar, por exemplo: – Tão giro o teu casaco! – Comprei em saldos, foi uma pechincha. Não bastava só dizer obrigada?! – Estás diferente, hoje! – Estou! Estou com este cabelo péssimo porque não o estiquei! A assumir que o comentário era depreciativo.

No outro dia, uma pessoa nova na box onde faço Crossfit dizia: Eu estou sempre a olhar para ti, porque tu fazes as coisas bem. Quero ter uma barriga assim e umas pernas também. A minha reação a isto foi: sabes que já fui obesa? Mas por que é que não assumo, de uma vez por todas, que este é o meu corpo? É quase como se o tivesse e não merecesse!

As pessoas estão sempre a dizer-me: tens de te ver como és agora. E eu sei disso. Eu sei, mas ponham-se no meu lugar: foram anos e anos a ser de outra maneira que não esta. Eu tenho este corpo, é certo, mas na minha cabeça ainda está muito presente o meu corpo antigo. É quase como se tivesse mudado de casa e ainda me estivesse a ambientar, percebem?

Mas eu entendo que tenho de mudar isto. Tenho de parar de insistir em me definir por aquilo que já fui e não por aquilo que sou. Porém, mesmo tendo esta consciência, não o quero fazer em absoluto. É o facto de me lembrar do passado que me faz querer estar no presente.

De qualquer forma, tenho de começar a ser mais minha amiga e a perceber que agora habito num corpo diferente, que é o que as pessoas vêem quando me conhecem pela primeira vez. Depois, com o tempo, logo posso falar nisso. Ou mostro o blogue e as pessoas que tratem de saber da história sozinhas.

Chamo-me Joana, tenho 31 anos, quase 32. Nasci em agosto, deve ser por isso que gosto muito mais do verão. A vida é muito boa: tenho uma família e amigos que gostam de mim, sou professora, foi a profissão que escolhi. Gosto de animais, sobretudo de cães. Sou do Benfica, gosto de ir ao cinema e de treinar. E está bom. E é mais do que suficiente.

1 Comment on E já fui obesa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *