As pessoas, no geral, querem ter a vida facilitada em inúmeras coisas. Querem ganhar dinheiro fácil, querem progredir na carreira de um ano para o outro, querem perder o peso todo num mês. Então, decidem atalhar. Decidem escolher o caminho mais fácil, o que lhes parece mais simples, o que acham ser apenas o indispensável para atingirem os seus objetivos, com pouco esforço. O que é que normalmente acontece? Várias coisas. Por um tempo, pode parecer que estão no bom caminho, mas isso não passa de uma ilusão. Os atalhos são inimigos da consistência, da resiliência e da superação. Os atalhos são fantasias da nossa cabeça, são perdas de energia, de dinheiro, de tempo. Eu escolhi os atalhos durante a minha vida inteira: batidos, sumos, fome, dias de asneira, falando apenas de perda de peso, claro! Agora não há atalhos, há só três coisas: alimentação, treino e descanso. Vá, também há alguma suplementação e massagens, mas tudo com conta, peso e medida. Quem atalha num determinado aspeto, atalha na vida. E o que pode parecer aliciante, não passa de uma manobra de diversão autoinduzida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *