Às vezes não me reconheço. E não digo isto filosoficamente. Digo-o na prática. Hoje vi o meu reflexo num vidro e tive de olhar outra vez. A imagem que eu ali via era demasiado estranha. Era eu, SOU EU!, mas não na minha cabeça. Não por completo, ainda. Porque foram anos de outra maneira que não esta. Anos e anos a viver com uma bóia. Literalmente. Anos a desdizer o meu corpo, a minha imagem, os meus pensamentos. Mas os últimos anos de esforço, trouxeram-me aqui. A esta foto que tirei hoje, depois de ver o meu reflexo no vidro. Pedem-me, todos os dias, dicas, receitas, segredos para emagrecer. Eu respondo sempre: (re)começa. Não há pós mágicos, não há comprimidos milagrosos, não há comidas que façam perder peso. Só há esforço. Só há comida de verdade. Só há treino, muito treino. Tudo o resto é embuste. É perda de tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *