Desgraçadinhos. Seres que estão sempre mal, que sofrem mais do que os outros, que trabalham mais e têm mais chatices na vida. Eu não posso com desgraçadinhos. Porque estão sempre infelizes, a curtir a fossa. E se lhes dizemos: hoje estou mesmo cansada. A resposta é logo: então e eu? Porra, eu lá quero comparar cansaços? Cada um tem o seu. Os desgraçadinhos são pessoas que acham que gerem lindamente o seu tempo, mas, na realidade, desperdiçam-no. Depois andam sempre a lamentar o que não fizeram, o que não viram, com quem não estiveram. Privam-se de vivências por uma ou outra razão, que podia ser resolvida facilmente. Nunca podem. Nunca estão. Têm muito para fazer. Sempre. A vida passa-lhes ao lado, cheios de desculpas. Sobra-lhes o autoengano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *