A minha nova rotina tornou-me uma pessoa mais organizada. Garanto. Eu trabalho muito. Mesmo. Pelo meio tenho de ter tempo para preparar as minhas refeições, para os treinos e para o resto da minha vida (que às vezes, Deus Nosso Senhor Sabe!)

Por isso, tenho, obrigatoriamente, de ser uma pessoa mais organizada. Porque não posso viver sempre do acaso, do que me aparecer para comer, do que me surgir para fazer ao final do dia, em vez do treino. Por aqui.

Não que a minha vida seja só comer e treinar, não é, mas esta é uma parte demasiado importante para mim. Durante anos não lhe dei atenção e o resultado foi o que se viu. Banhas, banhas everywhere.

Por querer que seja assim, levanto-me muitas vezes mais cedo do que gostava. Tal como me deito mais tarde do sonhava. Aos domingos, passo algum tempo a preparar as refeições da semana: cozo uma boa quantidade de arroz integrar, preparo legumes para saladas, de forma a que no dia seja só atirar tudo para a marmita.

Um dia por semana vou ao supermercado, comprar os frescos, a bebida vegetal, barrinhas cruas ou proteicas. Compro água (prefiro a alcalina), frutos secos e alguns suplementos. Esta é uma tarefa que adoro. Ando sempre à procura de novos sabores, coisas que me dêem mesmo prazer.

Ainda não sou uma mulher de família, e acredito que os filhos modifiquem estas rotinas, mas espero que estes anos-teste me dêem bagagem para continuar neste ritmo por uns bons tempos. Porque esta organização mudou a minha vida e a minha disponibilidade para enfrentar o dia a dia.

Temos tempo para tudo, eu garanto. Talvez só tenhamos de nos levantar antes da maioria. Ganhar tempo é ganhar qualidade existencial. Eu não sei, sinceramente, como aguentei viver tanto tempo no caos. Mas por conhecê-lo tão bem, sei, perfeitamente, que não quero que volte. Assim está bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *