Zara, meu amor indumentário maior,

Temos de falar! Já houve um tempo em que eu e tu não fomos as melhores amigas. Em parte culpa minha, admito. De ti, recebia só algumas túnicas, calças largas e t-shirts. Pronto, vivíamos assim. Eu aceitava que só fazias roupa para esqueletos e vivia com esse facto o melhor que podia.

Mas depois eu perdi mais de 20 quilos. Sabes o que são 20 quilos de chicha? Não é pouco, acredita. E tu, como é que me compensaste perante o meu esforço, como? De porra de maneira nenhuma! Sim, estou pior que fula e sabes porquê? Porque este fim de semana cheguei ao meu limite. Ora atenta.

Eu estava necessitada de calças. Visitei-te, como boas amigas que somos, na esperança que tivesses o que precisava. Calças! Eu só queria calças. Não te estava a pedir nenhuma instalação tipo Joana Vasconcelos, nada disso! 546 modelos diferentes e quase todos eles serviriam, com maior facilidade, às minhas alunas de 7 anos!

Isto porque, Zara, não sei se já olhaste à tua volta, mas a comum mulher tuga tem anca e tem rabo. Essas formas da anatomia humana que pareces desconhecer. Ou ignorar. Portanto, dos 328 modelos que experimentei, independentemente do tamanho, só dois me serviram na anca, sem me sobrar meio metro de tecido na cintura, e na barriga das pernas.

Zara, minha amiga que afinal se começa a revelar uma grande cabra, EU PERDI 22 QUILOS!? Como é que não há calças para eu vestir, caraças? É que afinal, o problema não era meu. Tu é que vendes roupa para mulheres que não existem ou existem, mas vão para o trabalho montadas nos seus unicórnios.

Portanto, minha destruidora de sonhos, vê se acordas. Faz um estudo de mercado, informa-te, fala com pessoas reais e percebe, duma vez por todas, que, das duas uma: ou mudas, nem que seja um bocadinho, ou esta amizade, no que a calças diz respeito, tem os dias contados. Olha que se fosse a ti, levava estas ameaças a sério. Olha que eu não sou para brincadeiras. Estou quase a devolver-te a metade do meu coração de BFF. Tenho dito.

Um beijo desta Anca Larga que te adora (até ver),
Joana.

6 Comments on Carta Aberta à Zara

  1. Completamente de acordo mas a minha dificuldade é mais blusas. A dificuldade que tenho em arranjar camisas, blusas, t-shirt’s que me sirvam nos braços (sim, nos braços! São bem grossos…) e que não fiquem exageradamente largos na barriga e no peito… 🙁 Cada vez tenho mais dificuldade….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *