Eu nunca fui a mais gira.
Eu nunca fui a mais esperta.
Eu nunca fui a mais elegante.
Eu nunca fui a mais bem vestida.
Eu nunca fui a mais festiva.
Eu nunca fui a mais desejada.
Eu nunca fui uma série de coisas.
Algumas continuo a não ser.
Outras nunca serei.
E está tudo bem!

O mais importante foi ter aprendido que, mesmo não sendo a mais num sem número de coisas, eu sou mais eu, que é o que mais me interessa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *