Eu quis mudar por muitas e diferentes razões, ao longo da minha vida. Durante as diferentes dietas que fiz, o meu pensamento assentava quase sempre na forma como os outros me passariam a ver se eu ficasse magra. Será que os colegas da escola deixariam de me chamar nomes? Será que aquele rapaz ia olhar para mim? Será? Descobri, há um tempo, que neste processo só há uma pessoa que importa: eu mesma. Por isso, de nada valeram as vezes que quis perder peso para provar a alguém o que quer que fosse. Não nego que me dá um certo gozo mostrar que consegui, mas, entretanto, outros valores se impuseram. Hoje percebo que mudei por mim: para ser saudável, para vestir a roupa que quero, para me sentir confiante, para ser feliz. Eu mudei e continuo a mudar por mim, pelo meu bem estar, pela minha sanidade. Assim sendo, gostava de lançar um movimento sob o mote: muda por ti. Gostava de partilhassem comigo as vossas histórias e as razões que vos levaram a mudar a vossa vida de alguma forma, desde que tenha sido pelo vosso próprio bem. Vou estender o desafio ao Instagram. Usem e abusem do hashtag #mudaporti ou #mudeipormim. Vamos fazer uma corrente do bem, que nos leve a mudanças que valem mesmo a pena. Vamos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *