Sinto-me na minha melhor forma física de sempre. É assim mesmo que quero começar este texto. Nunca, mas nunca, nem nos sonhos bons, eu imaginei que seria capaz de me sentir tão bem na minha pele. A verdade é que sinto. Melhor que nunca (quero que percebam que este é um sentimento sério, daí o reforço na mensagem). No inverno desleixei-me um pouco, como é comum, mas nos primeiros raios de sol comecei a investir verdadeiramente em mim.

Alimentarmente falando, atingi um objetivo gigante: os extras acabaram de vez. Há meses que não vou sozinha a uma pastelaria, comer um bolinho só porque sim. Garanto, isto dos extras fez toda a diferença. No corpo, mas sobretudo na cabeça.

Depois, intensifiquei o treino. Para além do Crossfit, comecei a aprender a lutar Muay Thai. Chiça, que eu gosto daquilo até às entranhas. Já sei dar diretos, ganchos, frontais, circulares… Eu sei lá! Só sei que me sinto ainda mais confiante como atleta e isso não tem preço.

A cereja no topo do bolo, foram as massagens que comecei no fim de abril. Eu sou sempre muito cética, mas neste momento estou mais do que convencida de que há massagens e massagens. Estas que tenho feito, chamam-se massagens fitness. Mais do que o nome, importa perceber que funcionam como modeladoras, ao mesmo tempo que ajudam na retenção de líquidos.

Chego à conclusão que este trio de ataque é imbatível: alimentação, treino e massagens. Todos se complementam lindamente. Melhor: não funcionam uns sem os outros. As massagens não dão resultado se só comer lixo. Só a alimentação não me dá um rabo que sim senhora. E por aí fora.

A fotografia, que acompanha este texto, é muito especial para mim. Não tem mais de duas semanas. Foi tirada num dia de praia com amigas em que me senti muito, mas mesmo muito feliz na minha pele. Mais do que um corpo magro, o que me traz felicidade é a tranquilidade de não me sentir incomodada comigo, com o meu corpo e com o meu aspeto. É qualquer coisa que vem de dentro para fora, que eu gostava de saber explicar, mas não consigo (nem sei, ao certo, se quero).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *