Se a pessoa com quem tens uma relação te diz que não deves usar as unhas arranjadas de uma determinada forma, que o batom encarnado não te fica bem ou que as roupas que tanto gostas não te favorecem, toma atenção. Se a pessoa com quem tens uma relação te pede para controlar as gargalhadas, para falares menos e mais baixo e te incentiva a ver as pessoas que gostas menos vezes, toma atenção. Se a pessoa com quem tens uma relação oprime a tua opinião, em detrimento da sua, desvaloriza a tua profissão ou o teu trabalho e sugere controlar o dinheiro que ganhas e que gastas, toma atenção. A pessoa com quem tens uma relação, muito provavelmente, não tem estas e outras atitudes porque se preocupa contigo. A sua única intenção é controlar-te, é ter-te na mão. É ser dono ou dona, senhor ou senhora da tua vida, para que da sua te sintas incapaz de sair, mesmo que assim o desejes. Por isso, toma atenção. Controlo não é preocupação. Não é amor. Não é carinho. Controlo é opressão e violência. Toma atenção e pede ajuda a alguém em quem confies.

1 Comment on Toma atenção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *