justin-bieber1
Quando o puto cantava Baby, Baby, Baby, eu não lhe achava grande piada. Depois cuspiu em não sei quem, foi detido e pronto, foi isso. Passou-me tudo um pouco ao lado. Porém, este último álbum do Bieber tem músicas que me fazem querer mexer e que até me dão algum ânimo: Sorry, Love Yourself, What Do You Mean, Company. As músicas têm um efeito qualquer em mim, que não sei bem explicar. Será o princípio duma coisa muito má? Tanto, que dei por mim a querer ir vê-lo à Meo Arena. Só que não vai dar, não é? Os bilhetes estão esgotados há mais de 37 meses, que as Beliebers não deixam esses compromissos importantes em mãos alheias. Vai ficar tudo como está, então. O que é lamentável, porque, confesso, já me imaginava a abanar este corpinho enquanto gritava So-rry, em uníssono. Portanto, se alguém souber de alguém que queira vender um bilhete ao preço da chuva, que tenha uma caganeira na véspera do concerto ou outra maleita qualquer, assim daquelas que não mata, mas machuca, diga-me. Estou disposta a comprar o bilhete pela porta do cavalo e a ir p’ró meio da multidão por minha conta e risco. Sou capaz de levar com uma revista Bravo na tromba e ainda engolir o brinde que lá vier, mas eu aguento, que eu sou forte comó raio.  ‘bora, Justin, Let Me Love You, Let Me Love You! Ok, agora estava mesmo a exceder-me. Ele estava bem era ao pé dos meus miúdos de 1.º ano, a desenvolver algumas competências de moralidade. ‘tadito!

1 Comment on Tu queres ver que sou uma Belieber?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *