img_4117
Parece que ser saudável está na moda, não é? De repente é in comer melhor, treinar mais, ser fit. As redes sociais estão repletas de imagens lindas de pequenos-almoços cheios de granola, de panquecas de aveia, de sumos coloridos. Há milhentas fotos de saladas e 1001 maneiras de comer legumes. Porque ser saudável é o mais fixe que há. Depois vêm os extremismos, de não comer nada que não seja verde, ou bio, ou sugarfree. Gente que parece obcecada com tudo o que come e com tudo o que treina. Podem até odiar aveia, mas comem-na em barda, só porque sim. Porque se deve. Eu gosto de modas, mas gosto mais de perceber o que me torna mais ou menos saudável. Por isso, não me deixo contagiar por fotos impecáveis, se souber que aquilo não é do que preciso, por alguma razão. Ser saudável vem da atenção que damos ao nosso corpo. Da forma como o testamos e entendemos. Não precisamos todos de comer as mesmas coisas, nem que seja porque nem todos gostamos do mesmo. Mas bom, há modas piores. Como deixar crescer os pêlos das axilas, pintá-los e exibi-los. Que ser saudável seja muito mais do que uma moda passageira. Que seja um hábito de todos os dias, até ao fim dos dias [felizes]. Que seja um autoconhecimento que vai muito além do que vimos alguém dizer ou fazer.

1 Comment on Ser saudável está na moda?

  1. Esta moda é óptima! A maior parte das pessoas que a tentam seguir acabam por aprender algo de útil para a sua vida e saúde, mesmo comendo aquela aveia como dizes que não lhe agrada muito. Agora o que me causa espécie é as pessoas obcecadas com isto. Há que levar tudo com um certo equilíbrio! Nem tanto ao mar nem tanto à terra.

    Marli, do My Own Anatomy ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *