13781922_1006331202749305_8320800410638212470_n

Encolhe a barriga. Sobe as mamas. Arredonda o rabo. Estreita as pernas. Tonifica os braços. Aumenta as pestanas. Define as sobrancelhas. Branqueia os dentes. Isto, todos os dias, como se o mais importante fosse isto. Claro que isto importa. Importa na medida em que é fundamental nos sentirmos bem connosco. De forma tranquila, comprometida, mas não obsessiva. Os complexos podem mudar a pessoa que somos. Podem impedir-nos de vivermos em pleno. De sermos autênticos.

Quantas vezes deixei de ir à praia por viver cheia de complexos? Quantas vezes? Havia necessidade disso? Ok, não era uma top model, era gorda. E então? Alguém morria com o facto de eu ir à praia? Morria eu, aos poucos, de tristeza, por deixar de viver as coisas próprias daquela idade. Quantas vezes escondi o meu corpo com roupas largas? Quantas vezes? Eu, uma miúda de 16 anos, presa no seu próprio corpo, verdadeiramente desconfortável por viver nele.

Há aspetos da nossa imagem que nunca poderemos mudar. Por muito magra que esteja, não vou conseguir ter o comprimento de pernas da Beyoncé. De que me vale lamentar isso? Temos de ser realistas e jogar com o que temos. Temos de assumir que somos duma maneira ou de outra, aceitando que aquele é o ponto de partida. Expectativas reais são indispensáveis. Estabelecer objetivos atingíveis também.

Depois, se queremos mudar temos mesmo de fazer por isso. Passei anos a lamentar o facto de não me sentir bem de biquíni e a não fazer nada em relação a isso. Mudar dá trabalho, custa tempo e dedicação, mas vale muito a pena. Haverá sempre partes do corpo que não nos agradarão muito. No final das contas, o que mais interessa é mesmo a serenidade de espírito por saber que fazemos o melhor por nós, vivendo livres de complexos que, muitas vezes, só existem na nossa cabeça.

3 Comments on Pelo fim dos complexos

  1. Concordo plenamente! Identifico me naquilo que escreveu pois tenho imensos complexos com a minha forma física(flacidez/celulite).
    Emagrecimento 33kg há 3anos recuperando alguns mais tarde. Porquê?? Porque lutava todos os dias para combater esse “mal” e do outro lado só ouvia ” querida, nem q mates em ginásios vais tirar as peles …com cirurgia plástica isso sim!!?”
    Isso levou me bastante abaixo e desisti de ginásios, de tudo. Conclusão, este blog apareceu na melhor altura. Vou inspirar me em si é…tentar “descomplexar me”???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *