Na última consulta voltei a falar com a doutora Catarina sobre os extras. Há muito tempo que não me custa seguir o meu plano alimentar. Treinar tornou-se um prazer. O que me tem impedido de chegar mais longe são mesmo os extras. Um chocolate, uma fatia de bolo, uma empada, o que for. Pequenos snacks, pouco saudáveis, que vou comendo aqui e ali.

Muitas vezes, a maior parte das vezes, dou estas facadas a mim mesma quando estou sozinha. Durante muito tempo, já escrevi imensas vezes sobre esse tema, estes momentos de comer sem pensar muito existam para compensar alguma tristeza ou algum desgosto. Hoje, não creio que seja por isso que como sozinha. Creio que como porque me apetece verdadeiramente e não por estar a tentar compensar sentimentos em falta ou em excesso. Mas a doutora levou-me, outra vez, a pensar sobre isto.

Há necessidade de comer sozinha este tipo de coisas, sobretudo doces? Dizia-me a doutora: “se alguém lhe oferecer uma fatia de bolo coma. Se estiver num jantar com amigos coma. Mas se estiver sozinha, num café, fará sentido pedir uma fatia de bolo de chocolate em vez de comer o lanche que faz parte do seu plano?” Eu fiquei a pensar nisto e realmente não faz muito sentido.

Por isso, decidi que vou deixar estas facadinhas para os eventos sociais da vida: jantares, festas de aniversário, a celebração de uma data especial. Quando estiver sozinha, terei de fazer o esforço por comer aquilo que é suposto comer e que trago sempre comigo. Porque, de forma mais ou menos inconsciente, o ato de comer sozinha uma coisa que sei que não faz parte do que é suposto leva-me sempre à Joana que fui.

Mesmo que a minha cabeça me diga um sem número de vezes que não estou a comer para compensar. Tenho de me educar nisto. Acho que este é o passo seguinte. De qualquer forma, comprometi-me com a doutora em escrever todos os extras que comer até à próxima consulta. Porque às vezes os resultados tardam e nós achamos que não há razão para isso, mas há. Há sempre.

6 Comments on Comer sozinha

  1. Estou com o mesmo problema. Faço as asneiras e depois fico chateada comigo própria e fico deprimida e pergunto se necessito mesmo comer aquilo. Ando a fazer uma dieta com uma nutricionista mas o plano alimentar não é o melhor e tenho que tomar comprimidos e drenantes e não posso comer sopa e fruta. O que necessito é de uma nutricionista que me ajude com alimentação. Tenho lido os seus comentários e gosto, obrigada e força eu vou tentar também e vamos conseguir.

  2. O meu problema é mesmo quando estou de folga, em casa. Acabo por comer mais e algumas coisas que não devia e claro que depois me sinto culpada -.- Quando estou a trabalhar levo a comida de casa, logo não tenho por onde fugir – e além disso, no trabalho bebo mais água, em casa esqueço-me completamente!
    Desde que comecei a praticar Crossfit que sinto que tenho mais fome, mas por outro lado penso duas vezes antes de comer o que não devia – “o treino foi tão puxado que não posso deitar tudo a perder por um pão branco com manteiga” e acabo por comer um ovo cozido ou uma peça de fruta, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *