Eu já sabia que ia levar com bocas da reação. Eu já sabia, mas bom, faz parte das regras do jogo. No entanto, achava que tinha sido clara quando disse que “Quero acreditar que tive pouca sorte. Que nos ginásios existe bom ambiente e que todos são bem vindos, sejam mais ou menos fit, mas isso não aconteceu comigo.” Trata-se, portanto, duma experiência pessoal. Vale o que vale.

Achava também que se percebia que quando digo que “Apesar destes padrões idiotas já estarem a cair, não deixa de ser verdade que há uma série de experiências que são negadas às pessoas que não se encaixam nesta norma…”, não estou a ser preconceituosa. Estou só a relatar o que senti, muitas vezes, na pele. Mais uma vez, vale o que vale.

Por fim, e porque tive o cuidado de acrescentar uma pequena nota, onde escrevi que “Sei que esta descrição corresponde apenas a uma pequena percentagem dos frequentadores de ginásio. Eu sei disso. Mas se fosse falar de pessoas comuns, isto não tinha tanto interesse”, parti do princípio que se percebesse que este texto está cheio de ironia e que não é meu objetivo ofender ninguém. Até porque nestes casos, só enfia a carapuça quem quer.

4 Comments on Ginásios – The Day After

  1. Eu também deveria enfiar a carapuça porque saio sempre do ginásio despenteada, vermelha como um tomate e a suar. Talvez com a carapuça as sôdonas não franzissem tanto o sobrolho quando eu passo. É uma realidade e mais, é uma realidade internacional.

  2. LOOOL JOANA esqueces te de acrescentar se somos gordos precisamos SEMPRE de um PT porque no ginasio retiram nos logo a ideia de que vamos conseguir sosinhos e isso nenhum ginasio pode negar…pk é um negocio … o que deveria ser um espaço para motivar quem mais precisa 😉 gostei mt do teu testo pk é pura verdade

    • Eu ainda posso acrescentar que um dia inscrevi-me num ginásio em Barcelona, fui à entrevista com o PT e ele diz-me sem mais preâmbulos: “bom, queres perder peso, para isso…” Reparem, eu nao disse nada sobre o peso – eu inscrevi me porque tinha insonias. Fiz queixa e desinscrevi-me.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *