Recebi, a propósito da foto da Sabrina, alguns comentários que se referiam aos hábitos pouco saudáveis de algumas estrelas, bem como à infelicidade que sentem, mesmo tendo um corpão daqueles. Tenho alguns devaneios a fazer relativamente a estas considerações.

Métodos pouco saudáveis – Todos nós, de uma maneira ou de outra, já fizemos opções pouco saudáveis. Que atire a primeira pedra quem tentou emagrecer sem NUNCA usar a ajuda de um produtozinho ou outro. Drenantes, laxantes, inibidores de apetite, aceleradores de metabolismo. Tudo isso são coisas pouco saudáveis, apesar de parecerem inofensivas. Plásticas? Tivesse eu possibilidade e ia pôr já a minha bunda a arrendondar à lei da faca. O CrossFit serviria apenas para manter a coisa. Eu já fiz uma plástica e houve poucos montantes na minha vida tão bem gastos como aquele.

Guerra de egos – Todos nós temos um ego ao gritos. Todos nós competimos por ser melhores. Mesmo que digamos que não. Queremos ser mais giros, mais magros, mais ricos, mais rápidos, mais viajados, mais arranjados. Mais. Não precisamos de ser famosos para vivermos numa guerra de egos. Mas é claro, os famosos estão mais expostos a isso. Vivem da imagem. Vivem de aparecer. É a vida deles.

Infelicidade – Os gordos são felizes e infelizes. Os magros também. Os altos e os baixos também. É verdade que o facto de agora ser magra me torna mais feliz na minha convivência comigo, muito mais, mas também vivi ótimos momentos sendo gorda. Às vezes, quando estamos bem connosco, transparecemos felicidade, mas esse estado não existe em nós de forma permanente por termos as pernas mais ou menos musculadas. De qualquer forma, prefiro continuar a querer estar na minha melhor forma de sempre. Assim, os momentos de infelicidade parecem até custar menos.

1 Comment on Inspiração, corpo bonito e saúde

  1. A liberdade de pensar e sentir de forma diferente sobre um mesmo assunto é o que temos de melhor numa sociedade livre. Depois dos entas, talvez, sinta que tanto faz ter o bumbum redondo ou não…:)) Vai descobrir que para a maioria das pessoas com maturidade, depois dos 45, 50 importa mais ter muita saúde, uma mente aberta, bom papo e muito bom humor! No Brasil, há muita gente de bumbum redondo e mente quadrada…:)) No Rio, conheço mulheres com o tal corpo “perfeito”, mas cheias de inseguranças e numa busca insana pela “perfeição”, que vivem a tal “guerra de egos” com outras mulheres idênticas. Aos 20 anos, meu irmão namorou duas modelos. Viviam em stress com TUDO o que comiam e com as “gorduras invisíveis”. Ele comenta que era sacal conviver no dia a dia, que só tendo 20 anos para ter paciência para essas situações.
    Por ex., no carnaval do Rio, até laca de cabelo colocam antes dos desfiles e fotos para “sumir” com celulites e peqs marcas…um show de ilusão! O perigo é a busca insana de uma perfeição que não existe. Só existe em fotos! Olho vivo…
    Está de Parabéns por ter emagrecido e por inspirar tanta gente a emagrecer de forma saudável!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *