Ai, que eu estava mesmo a precisar de parar uns dias. Parar para respirar, para fazer um balanço do ano que passou e para (me) preparar para este que agora começa. Fui para o Gerês com um grupo de amigos e fui profundamente feliz. A viagem, que começou em Lisboa, teve como primeira paragem o Porto. Aí, malhei logo uma francesinha dos diabos, que me soube pela vida, e uma musse de chocolate como há muito não comia. Este foi o princípio do fim. Comi, comemos, como se não houvesse amanhã. Farinheira, chouriço, queijo, picanha, entrecosto, bacalhau, pão, pão, pão, tudo o que há de bom. Mas não foi só comer. Deu também para passear muito, enjoar nas curvas da serra, ver paisagens magníficas, dormir, visitar umas termas magníficas, pôr um pézinho em Espanha, rir até cair de joelhos, descansar. Deu para ser feliz. Amanhã começa tudo outra vez. Que comece o trabalho, os treinos, a vida de todos os dias, que às vezes me mói, mas que me ensina a valorizar dias de ouro como estes últimos que vivi. Que comece 2016.
12402049_1124031547607124_2186603443792729722_o
fotografia 2
920702_1124030387607240_7445600776613352692_o
12440540_1124031820940430_5104488346606936223_o (1)

Obrigada, Afonso, pelas fotos a preto e branco, tão bonitas.

1 Comment on Ser Feliz no Gerês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *