A internet anda cheia de versões saudáveis dos tradicionais doces e pratos de Natal. Mas eu acho isso um pouco tonto. O Natal são dois dias, em que podemos relaxar um pouco das obrigações de todos os dias. Das obrigações alimentares também. Não digo que tenhamos de começar a comer que nem uns bois a 1 de dezembro, mas bolas, na noite de 24 e a 25 que tenhamos o discernimento de comer o que bem nos apetece. Com açúcar, com gordura, com o que for. Com a certeza que no dia 26 voltamos à alimentação de todos os dias. Ninguém vai engordar 34 quilos por comer uma rabanada ou duas. Garanto que não.

2 Comments on Deus me perdoe se nisto peco #2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *