montagem_pernafina2 IMG_20151106_174847

Sempre me conheci gordinha, desde que me lembro de existir. A tendência que tenho para o excesso de peso é inegável e foram algumas as tentativas que fiz para emagrecer, com sucesso momentâneo, porque acabei sempre por recuperar o peso perdido (e mais ainda).

Há pouco mais de 5 meses, decidi colocar um ponto final no estilo de vida que seguia, com uma alimentação nem sempre cuidada e total sedentarismo. Esses fatores, associados à ingestão diária de medicação ao longo de 3 anos para tratamento de problemas de saúde, fizeram com que eu chegasse aos 85 quilos. Passei mais de um ano sem subir a uma balança e, quando o fiz, o choque foi grande. Estava com 22 anos, 85 quilos, para 1,65 metros, o que me dava um IMC 31 (obesidade grau 1) e um corpo que eu não reconhecia como meu. Estávamos no final de Maio de 2015.

Sou Educadora de Infância e, pela primeira vez, ia fazer praia com os meus meninos. De imediato, por razões óbvias, pus de parte a ideia de ir de biquini. Decidi então ir comprar um fato de banho. Experimentei várias cores do mesmo modelo e optei pelo preto pois todos os outros realçavam ainda mais a minha gordura. Posso dizer que jamais esquecerei aquilo que senti, ao olhar-me ao espelho, no provador do Jumbo, dentro de um fato de banho tamanho 44. As palavras que ecoaram na minha cabeça foram exatamente estas: “estou transformada num monte de gordura com pernas”.

No dia 29 de Maio de 2015, tive o chamado clique e decidi que tinha de mudar. Sem desculpas nem barreiras, eu ia mudar. Desde então, graças à minha reeducação alimentar, apoiada por um nutricionista, e atividade física diária, eliminei 32 quilos, o que, para mim e para os que me rodeiam, é surpreendente.

Foram, exatamente, 32 quilos perdidos em 4 meses e 3 semanas. Perdi peso a uma velocidade nada comum, sem perdas significativas de massa muscular, sem recurso a qualquer tipo de medicação nem a dietas malucas. Estabeleci a meta dos 55kg e fui ainda mais além: hoje estou com 53 quilos e nunca me conheci tão magra.

Para além de ter aprendido a gostar de um novo tipo de alimentação, descobri a paixão pelo fitness e hoje posso dizer que já não sei viver sem praticar exercício físico diariamente. Sinto-me abençoada com esta vitória e nunca me senti tão feliz comigo mesma. Cada vez tenho mais a certeza de que não existem milagres, existe dedicação, persistência e força de vontade.

Se temos um sonho, temos de lutar por ele. Com unhas e dentes. Custe o que custar. O meu sonho realizou-se, ou melhor, fui EU que realizei o meu sonho. Esta é uma jornada para a vida e sei que não a vou abandonar, porque eu não estou a fazer dieta: estou a viver um estilo de vida saudável sem data para terminar e pelo qual me apaixono a cada dia. Sobretudo porque hoje me sinto outra pessoa, não só no corpo, mas na ALMA. E isso não mudará, jamais.

(Podem seguir-me através da minha página de Instagram, onde partilho o dia a dia desta minha jornada: https://instagram.com/bodyandsoul_anamachado/)

Ana Margarida Machado

2 Comments on Somos todos Pernas Finas #6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *