image

Percebo tudo o que dizem sobre as salsichas e afins. Percebo, juro que percebo. Mas o bacon? De todas as gordices que existem, o bacon é um dos meus grandes amores. Nas férias, devo ter comido um porco inteiro, em forma de bacon, só nos pequenos-almoços dos hotéis. É certo que não como desde agosto, mas confesso que só de imaginar umas fatias de bacon frito com ovos estrelados, me começa a cair um fio de baba pelo canto da boca. Gosto de bacon. Gosto tanto. É, de facto, um alimento ultra gorduroso, que não faz falta a ninguém. Mas sabe tão bem, não sabe? Por isso, evitem-se as histerias e os fundamentalismos. Uma fatiazinha de bacon de vez em quando não mata ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *