Pessoas que comem tudo o que querem, mantêm a magreza e ainda se gabam disso. É que este tipo de gente põe-me completamente louca, doida varrida. Então anda aqui uma pessoa, esforçadinha, esforçadinha, a comer e a beber o que é suposto e depois há outras que esfregam na nossa cara os pacotes de Oreo que comem diariamente? E aí vêm, as bocas da reação, dizer que essas pessoas podem estar gordas por dentro, que não é um comportamento saudável e blá, blá, blá, mas a verdade é que se baterem a bota d’hoje para amanhã vão todas consoladinhas e eu não. E isso custa. E isso dói. E pronto, já desabafei. Mas escrevi cada palavra com palpitações, qu’isto mexe mesmo comigo. E não me irritem, que este meu feitio anda p’la hora da morte. É a falta de açúcar, é o que é. Filhos da mãe.

7 Comments on Coisas que me tiram do sério #4

  1. Criei um conceito para essas almas que tão bem descreves e com quem também me deparo frequentemente: P**** MAGRAS!!
    É com todo o carinho que me refiro desta forma a algumas destas pessoas. Algumas são boas e velhas amigas, até há algumas que são do Benfica… Mas têm um metabolismo que me vai aos nervos!

  2. A minha melhor amiga e’ magra… Smp foi e smp sofreu com isso. Faz exercicio e planos alimentares para aumentar o peso e eu tento perceber… Mas e’ muuiiiiito complicado lol desde a adolescencia k luto com o peso e smp k chega o inverno e’ a tristeza total pk ando smp cheia de fome e parece k o meu corpo agarra tudo o k pode para se proteger do frio… Descobri o teu blog ha pouco tempo e estou viciada! Juro k ate faxo print screen de alguns dos teus textos e kndo me sinto em baixo volto a ler! Identifico.me c mta coisa (incluindo tudo sobre crossfit ?).
    Por isso vamos pensar nas pessoas magrinhas de forma diferente pk as vezes elas tem tantos problemas de auto.estima como as gordinhas ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *