O disco da Adele andou comigo no carro meses a fio. Sabia as músicas todas e durante o caminho para o trabalho cantava-as num tom ensurdecedor. Eu e a Adele possuíamos duas coisas em comum: éramos gordas e tínhamos problemas nas cordas vocais, diagnosticados na mesma altura. Lembro-me de dizer: tenho o mesmo problema da Adele. Eu e a minha mania das grandezas. Felizmente, as minhas cordas vocais voltaram ao sítio depressa. A Adele teve de ser operada e houve quem dissesse que não voltaria a cantar. Em 2013 deu uma entrevista à Vogue, dizendo que se tinha tornado vegan, que tinha deixado de fumar, começado um rigoroso programa de pilates e que essas mudanças a tinham ajudado a perder 30 quilos.

adele-0312-1-Marchcover_20072229135
adele-0312-4-VO-WELL43_200725714690
Adele-Vogue-42-872x1024
Há um dia ou dois saíram notícias sobre o seu regresso e a promessa é a de um disco novo já em novembro. Mas a cantora volta a ser notícia, também, por ter continuado a perder peso. 68 quilos, dizem alguns! A olhar pelas fotografias de há dois anos, nem consigo imaginar como estará agora. (Só espero que os Astros da Perda de Peso lhe tenham preservado a voz.) Confesso-me em ânsias por ver a imagem renovada e por ter outro CDzinho dela a rolar no carro aos altos berros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *