Sempre odiei o percurso entre a areia e o mar. Era o que mais detestava nas idas à praia. Tinha a convicta sensação de que toda a gente estava a olhar para mim e a reparar em todas as imperfeições do meu corpo (não as vou enumerar, ok?). Ontem foi o meu primeiro dia de praia do ano e, pela primeira vez na vida, não precisei de encolher a barriga no caminho até ao mar. Caminhei, simplesmente, sem me preocupar muito. Afinal, que preocupações devo ter numa ida à praia, para além de aplicar regularmente o protetor? Eu tinha tantas. Isso era antigamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *