A chegada do verão implica o uso de menos roupa e eu ainda não estou pronta para isso. Não tenho cumprido a promessa que fiz na noite de passagem de ano, que envolvia comer menos doces e mexer-me mais. Por esta altura do calendário, se as coisas tivessem corrido como eu imaginava, já não teria uma pequena grande bóia a cair para cima do botão das calças, nem uns braços iguais ao da minha avó. Mas tenho a bóia, os braços gelatinosos e mais um par de coisas que roçam o lamentável.

O que é que eu posso fazer em dois meses para inverter a situação e não estar na praia com o aspeto duma orca bebé? Bem, posso sempre comer sopa de manhã à noite. Talvez vá a uma farmácia comprar uns comprimidinhos milagrosos quaisquer. Vou fazer 200 abdominais por dia. E algumas flexões. Tenho é de fazer alguma coisa ou vou ter mais um verão daqueles. Sempre a puxar as camisolas. Sempre a abrir o botão das calças. Sempre a ansiar que ninguém olhe para mim no caminho entre a toalha e o mar. Sempre insatisfeita com o meu corpo, com o meu aspeto, com a minha vida.

Agora que me consciencializei do meu estado, senti-me profundamente triste. Mais uma vez falhei comigo e com as promessas que fiz de mim para mim. Vamos no quinto mês do ano e eu não me esforcei por comer melhor, nem me exercitei mais… Bem, como não comecei a dieta no dia 1, talvez comece a sério no mês que vem. Sim, vou esforcar-me na segunda metade do ano. Dia 1 de junho serei uma pessoa diferente. Quantos quilos conseguirei perder em 6 meses? 10? 15?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *