São 17:00 e eu posso sair do trabalho. Não me apetece ir já para casa. Talvez esteja a precisar de dar uma volta. Entro no carro e a minha cabeça começa imediatamente a disparar 1000 alarmes: quero comer qualquer coisa que me saiba bem. Que dia de merda! Que falta de paciência! Sim, vou comer qualquer coisa que me saiba bem. Eu posso, no fim de semana fiz uma caminhada valente e a semana passada comi sopa de manhã à noite. Acho, até, que estou mais magra. É, posso comer qualquer coisa que me saiba bem. Sozinha, para pensar na minha vida ou para me esquecer dela. Sem julgamentos, um segredo entre mim e mim.

Já sei o que me apetece. Um cheeseburguerzinho e uma cola pequena. Já estou a salivar. Há uma semana que não toco em batatas fritas, que são o meu alimento preferido do mundo inteiro. Começo a conduzir com a música aos berros, como se quisesse abafar a ideia que tive e canto alto, muito alto, como se pusesse o piloto automático, como quem diz que não quer saber para onde vai, nem por que razões quer ou acha que precisa de comer.

Chego ao Mc e pondero pedir no McDrive. Não. Vim até aqui, está um dia bonito, vou estacionar o carro e vou caminhar até lá. Saio do carro e, ainda sem pensar muito no que me move, vou até à caixa para pedir o tal cheeseburguer. Que horas são? 17:30? Epá, se comer agora já não janto. Peço ‘masé um menu, com tudo a que tenho direito. Ah, e um gelado também, que eu gosto de limpar o palato. Ketchup. Molho para batatas. E um saquinho de nuggets, porque não?

Pego em tudo e vou sentar-me na mesa mais isolada que encontro. Olho para o telemóvel e passo os olhos pelas notícias. vejo o que os meus amigos do facebook andam a postar e vou comendo. Devoro as batatas, quentes e cheias de sal, sem pestanejar. Vou intercalando com os nuggets, sempre sem pensar muito. De que me adianta pensar? Como o hambúguer, bebo a cola até ao fim e delicio-me com o gelado.

Acabo de comer e sinto-me enfartada. Se calhar comi demais!? Não. Agora até estou mais calma e o dia já não me parece tão mau. Por um descargo de consciência vejo as calorias disto tudo que comi: hambúrguer – 600 cal; cola – mais de 300 cal; batatas – 500 cal; nuggets – 300 e tal cal e gelado – 300 e não sei quantas cal. Ai que caraças, uma vez disseram-me que para eu emagracer, tinha de comer apenas 1200 calorias por dia e agora, numa refeição, comi mais de 2000! Sou mesmo estúpida! Eu até já tinha lanchado! Tinha alguma necessidade de engolir isto tudo? Tinha? Pronto: está feito, está feito. O resto da semana volto às sopas, de manhã à noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *